sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Gilsam realiza palestra na Câmara Municipal de Feira de Santana em comemoração ao Dia da Beleza Negra


A Câmara Municipal de Feira de Santana realizou sessão solene no dia 21 de setembro, com o objetivo de comemorar o Dia Municipal da Beleza Negra. A data é registrada a cada dia 20 do mês de setembro. A sessão foi presidida pelo vereador Justiniano França (DEM), que compôs a mesa juntamente com a secretária municipal de Desenvolvimento Social e vereadora licenciada, Gerusa Sampaio; presidente da ONG Odungê, Lourdes Santana e o palestrante da noite, o educador, cantor e compositor Gilson Souza Santana, conhecido popularmente como Gilsam.

Coube ao vereador Roberto Tourinho (PSB) saudar os presentes e justificar a ausência do vereador Marialvo Barreto (PT), requerente da sessão. Logo em seguida Tourinho disse que a instituição do Dia da Beleza Negra em Feira de Santana foi viabilizada para homenagear personalidades que contribuem para o desenvolvimento das mais variadas formas de arte na cidade.

O edil ressaltou a luta de homens e mulheres negras que incansavelmente defendem seus sonhos e ideais e por meio desta resistência são decisivos para que o Dia da Beleza Negra seja comemorado e motive a reflexão sobre a igualdade racial. Posteriormente o vereador enalteceu o trabalho do palestrante. “Autor de várias músicas que ressaltam a beleza negra e defensor da igualdade racial, Gilsam é um nome que Feira conhece e admira e a Casa da Cidadania lhe recebe com muita alegria”, declarou Roberto Tourinho.

Inicialmente Gilsam fez um resgate histórico a respeito do significado da palavra beleza para logo depois trazer à tona suas impressões sobre a forma como o termo é aplicado atualmente e a simbologia que ele possui junto às populações negras. O palestrante também destacou o fato da Câmara Municipal possibilitar discussões relativas ao preconceito racial a partir de sessões especiais e solenes e reafirmou a importância de uma participação mais ativa da sociedade em ocasiões dessa espécie.

A educação no país e a histórica discrepância de oportunidades por questões relativas a cor da pele também foi levantada durante a palestra. Gilsam posicionou-se a favor das cotas para afro descendentes no Brasil como forma de permitir que essa realidade seja transformada progressivamente. Em sua fala, o educador reafirmou a necessidade do envolvimento dos mais diversos setores da comunidade no sentido de proporcionar condições de aprendizagem e espaço no mercado de trabalho para todos, independente de qualquer aspecto racial.

Antes do encerramento da sessão Lourdes Santana solicitou aos vereadores que apóiem a viabilizem a aprovação de projetos que atendam as demandas da comunidade negra de Feira de Santana, como a proposta de Justiniano França que estabelece cotas em concurso público para afro-descendentes e indígenas. A presidente do Odungê também argumentou sobre a necessidade de participação dos militantes do movimento negro no debate a respeito de proposições que são levantadas na Casa da Cidadania.


Fonte: Ascom Camara Municipal de De Feira de Santana

Um comentário:

  1. esse sao alguns dos momento que o negro tem para ser valoriza em VIDA PELA CASA DA CIDADANIA DE FEIRA DE SANTANA.

    asé
    lourdes santana

    ResponderExcluir

Novo CD

Contrate para o seu evento